Pomodoro e Pranayamas: os dois P’s que podem salvar seus estudos

A junção das duas técnicas pode ser a solução ideal para quem deseja não torrar os neurônios Por Raphaela Vitor


Estudar pode ser considerado por muitos um ato extremamente difícil, obviamente, quando obrigados a fazer algo com o qual não possuímos certo tipo de afeição, o ofício parece se tornar cada vez mais árduo. Uma simples tarefa como: ler um capítulo de um livro didático, entender a matéria de uma prova tendem a levar horas para serem concluídas, e os motivos podem ser uma série de fatores que vão de procrastinação exagerada até distrações com afazeres menos importantes e possivelmente menos produtivos.

A falta de concentração é absurdamente normal e atinge seres humanos de todas as faixas etárias, e é um dos maiores oponentes dos estudantes atualmente. Se antes, se concentrar em uma sala de aula, projetada para ser um lugar de estudos, já era uma missão rigorosa, neste atual cenário onde as carteiras foram substituídas cadeiras emprestadas da sala de jantar e a lousa se tornou uma tela de 15.6 polegadas de um notebook, se torna quase impossível.


Desde meados de março de 2020, o Ensino à Distância, ou melhor, o “EAD”, se tornou realidade para milhares de estudantes brasileiros. Fazer a lição de casa quando já se está em casa pode bagunçar a mente de qualquer um, porém, existem algumas dicas que podem te ajudar a dar um up nos seus estudos e a não se afogar no mar de matérias acumuladas.


A primeira a ser apresentada é a técnica: Pomodoro


Pomodoro significa tomate em italiano, o nome de batismo surgiu após seu criador, Francesco Cirillo, em 1980 usar um cronômetro em forma de tomate para controlar tempo que gastava na realização de suas tarefas. Depois de vários estudos, Cirillo percebeu que 25 minutos era o limite de concentração de sua mente detinha para desempenhar tais deveres.




Daí surgiu a Técnica Pomodoro que consiste na divisão de tarefas em fluxos de trabalhos e em pausas planejadas. Diversos estudos apontam que a concentração do cérebro humano tende a se estender de 25 a 30 minutos antes de desfocar, por este motivo a método de Cirillo cai como uma luva para a maioria dos estudantes.


Mas como funciona?


É bem simples, um ciclo pomodoro dura em torno de duas horas, você vai dividir este período em fluxos de 25 minutos de trabalho com pausas de 5 minutos entre cada um. Veja só:



O que você precisa para aplicar o pomodoro corretamente


1. Prepare uma lista completa com todas as instruções da tarefa a ser realizada e a divida entre os fluxos de trabalho do pomodoro.


2. Tenha um cronometro programado para despertar após 25 min.


3. Escolha a parte da tarefa que quer executar, e se concentre nela durante fluxo pomodoro, sem interrupções ou distrações, dica deixe o wifidesligado ou mantenha o seu aparelho telefônico longe.


4. Em casos de interrupções, uma mensagem de texto ou um e-mail que precisa ser respondido, anote em um papel a parte e dê atenção posteriormente. É de extrema importância não deixar pequenos detalhes te atrapalhem ao realizar o pomodoro.


5. Ao toque do cronômetro faça uma pausa de 5 minutos, procure preencher esse intervalo com atividades que relaxem e não exijam um esforço mental maior, por exemplo, um alongamento ou uma breve caminhada pelo quatro.


6. Após o encerramento da folga, retorne para mais um fluxo pomodoro.

Obs: é recomendável realizar até 4 ciclos pomodoros completos, em seguida dê um intervalo maior de descanso para a sua mente, 30 min, assim o cérebro consegue assimilar todas as atividades executadas, depois fique à vontade para voltar ao trabalho



E onde os Pranaymas se encaixam nessa equação?


Antes de responder essa questão, primeiro vamos entender no que consiste essa prática.

O nome Pranayamas é a junção de duas palavras prāna que significa energia vital e yama que significa controle ou regulação. Basicamente são métodos de respiração que auxiliam na manutenção da mente e do corpo.

“Existem pranayamas para ativar, para acalmar, para dar vigor, para aquecer o corpo, para resfriar o corpo, para melhorar a concentração, até mesmo para aumentar a imunidade, oxigenar o cérebro e por aí vai”, afirma o professor de yoga Edson Junior

O leque de opções é grande e até um pouco assustador, mas para quem procura um melhor desemprenho nos estudos o Nadi Shodhana pode ser uma boa pedida, este pranayama também é conhecido como a respiração alternada e pode ser realizado da seguinte maneira:


• Sente-se em um lugar calmo e silencioso, mantenha a sua coluna ereta e seus ombros relaxados.


• Os Pranayamas sempre são feitos com a mão direita, logo, pegue a sua e abaixe os seus dedos médio e indicador, repouse sua mão esquerda em seu joelho.


• Com o polegar da sua mão direita bloqueie gentilmente sua narina direita e inspire lentamente pela narina esquerda


• Em seguida, segure o ar por alguns segundos e faça a alternação, posicione o seu dedo anular direito em sua narina esquerda e solte o ar pela direita e depois.Sempre inspire pela mesma narina que você expirou.


• Após completar esse ciclo, repita o Nadi Shodhanapor mais algumas vezes


Para melhor aproveitamento é indicado realizar o Nadi Shodhana de olhos fechados, e lembre-se o processo deve ser agradável, em caso de falta de ar, regule o seu tempo de inspiração e expiração.




O professor Junior também relata os benefícios que a prática pode vir a trazer para os estudantes:


“Aumentar a concentração e o foco, tranquilizar a mente, quando diminuímos a agitação da mente conseguimos estabelecer um comando sobre pensamentos e emoções, uma mente calma é uma mente disponível que tem espaço para se dedicar ao conhecimento, ao estudo.”

Por esses motivos incluir o pranayama em um dos intervalos da técnica Pomodoro pode servir para alavancar seu desempenho durantes os estudos, além é claro ser um grande aliado para manter sua saúde mental em harmonia.


A redação de Entre Asanas e a Escola Riserva Zen Yoga Life selecionaram um vídeo para você aprender uma das técnicas de respiração para melhorar a concentração. Aproveite!



[]

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo