Medicina e Yoga podem caminhar juntos


Saiba como a prática auxilia no tratamento de doenças


Por Gislene Ana Barbosa



Às vezes as pessoas ficam surpresas quando vão ao médico e eles nem sempre receitam apenas remédios, mas também indicam que elas façam alguma atividade física. Entre essas atividades, o yoga é comumente recomendado por especialistas.


Por isso, inclusive os pacientes que possuem certas doenças também podem praticar. Porque o yoga pode contribuir em diversas áreas, agindo tanto na mente quanto no corpo por inteiro. Através das mais variadas posições, dos exercícios de respiração e também de meditação, pode-se observar uma melhora na saúde de quem está passando por algum problema.


O yoga pode auxiliar no tratamento de diversas condições de saúde, tais como, por exemplo: dores na coluna, distúrbio do sono, estresse, ansiedade, dores musculares e enxaqueca. Lembrando que o yoga deve ser uma terapia complementar ao tratamento de doenças físicas e mentais e, portanto, deve ser usada em conjunto com o tratamento médico convencional”, explica a médica generalista em urgência e emergência, Sabrina Hernandes Conceição.

Devido à prática trazer relaxamento, diminuir a pressão sanguínea, reduzir a frequência cardíaca, tonificar os músculos, estimular a produção de hormônios, aliviar dores corporais, fortalecer o sistema imunológico, melhorar no equilíbrio do sistema digestivo e respiratório, várias pessoas são beneficiadas, independente de idade e do gênero delas.


“Existem estudos que apontam efeitos do yoga no organismo, que além de reduzir os níveis de cortisol (hormônios do estresse), promove a melhora no funcionamento do organismo em sua totalidade. Aumenta a capacidade de executar as tarefas do dia a dia, reduz o cansaço e faz com que os praticantes encarem sua condição de saúde com menos sofrimento. Ainda, a prática do yoga estimula a produção de um neurotransmissor conhecido como GABA (ácido gama-aminobutírico), que está ligado à depressão e outros transtornos de ansiedade, quando em baixos níveis. Com o material correto e a orientação de um profissional, as posturas e exercícios podem ser incluídas na rotina do paciente de maneira a melhorar seu sono, abaixar sua pressão arterial e batimentos cardíacos, diminuindo os níveis de glicose”, lembra a médica.

Sem dúvidas a saúde foi a principal pauta de 2020, onde as pessoas começaram a se interessar por métodos que pudessem aumentar a imunidade. E, consequentemente, mais em casa, passaram a incorporar exercícios físicos que pudessem ser realizados de forma online.

No entanto, a médica generalista, Sabrina Hernandes Conceição, reforça sobre alguns cuidados para não acabar prejudicando ainda mais o quadro de quem já está doente.


“A prática do yoga envolve uma noção corporal importante, desse modo, é fundamental que o paciente seja orientado por um profissional capacitado, em um ambiente propício e utilizando os materiais adequados (roupa confortável, meias e tapete protetor). Sempre respeitando os limites do próprio corpo e desenvolvendo posturas de maneira correta.”

Além de realizar o yoga frequentemente, para se ter uma vida saudável é importante manter hábitos de autocuidado, alimentação adequada e buscar atividades que sejam prazerosas.

O yoga também funciona na prevenção de possíveis doenças, ao estabelecer as técnicas dele na rotina, é possível prevenir e colaborar para a recuperação de algum problema que já existe no organismo. Como já citado anteriormente, a prática ainda promove qualidade no sono, pois noites mal dormidas podem ocasionar no desenvolvimento de outros distúrbios.


Desta forma, o método é indicado para funcionar como um tratamento complementar, que não possui nenhum malefício se feito corretamente e tudo isso de forma natural. Trazendo para as pessoas que forem praticar algumas habilidades, tais como: flexibilidade, força, autoconfiança, consciência corporal, coordenação, equilíbrio e capacidade de concentração.


Inclusive, as empresas Eventbrite e OnePoll realizaram um estudo com cerca de 2.000 entrevistados, sobre qual seria a motivação deles em praticarem yoga. Os dados foram:


Cerca de 54% se interessaram na prática para aliviar a tensão, 52% para se fortalecer fisicamente e mentalmente, 43% para se sentir mais feliz, 27% para ter mais tempo consigo mesmo, 21% pensou no yoga para se sentir menos solitário e 20% para se desconectar da tecnologia.

Como pode-se observar nesta pesquisa, muitos praticantes encontram nessa técnica milenar uma forma de cuidar da saúde.


Mas como o yoga acaba trazendo esses benefícios que auxiliam na melhora de doenças?


De diferentes maneiras, por meio das asanas é uma delas. Cada postura possui o seu grau de dificuldade e um objetivo diferente para desenvolver as partes do corpo, desde a cabeça até as pontas dos pés, mas elas necessitam que haja concentração e controle da respiração para trazer o máximo de proveito.


Se realizado regularmente, com o tempo pode-se observar uma evolução nas posturas e cada vez ir se desafiando mais, trazendo uma gratificação e sensação de vitória aos praticantes, além de sentirem a melhora em seus quadro sem casos de doenças.


Assim como a respiração, no caso dos pranayamas que também são uma maneira de auxiliar, levando concentração mental, energia vital e aumentando a capacidade respiratória. Os três momentos da respiração diafragmática, torácica e clavicular podem oferecer os benefícios.


Essas são apenas algumas das várias formas, o yoga é uma prática milenar acessível e democrática, que possui inúmeros benefícios para quem busca o bem-estar e uma vida com mais saúde.

É indicado pela ciência, logo, pela medicina também, mas ressaltando que deve ser acompanhado por professores da área. Um ponto importante a se considerar, é que se tenha dedicação e disciplina, principalmente nos casos que a prática for aconselhada na melhora de enfermidades. Sendo assim, é preciso buscar atendimento profissional e não abandonar os tratamentos que já foram recomendados pelos médicos.


Confira alguns dos benefícios do Yoga:


• Combate diversas dores

• Ameniza a enxaqueca

• Reduz o estresse e a ansiedade

• Melhora a qualidade do sono

• Aumenta a concentração

• Ajuda no desempenho sexual

• Melhora do sistema respiratório

• Auxilia a ter uma vida com mais qualidade e bem-estar

• Ajuda a desenvolver flexibilidade e promover um condicionamento físico

• Traz uma melhora no funcionamento do coração e dos pulmões

8 visualizações0 comentário