Como preservar os alimentos e manter a geladeira em ordem


Confira 12 dicas simples para evitar o desperdício de comida, organizar o refrigerador e de quebra economizar no orçamento doméstico


Por: Adma Cozac



Fazer compras de alimentos, não planejar o uso adequadamente ou cair na tentação de pedir algo já pronto por aplicativos, é um clássico da vida contemporânea. O que acaba gerando desperdício de boa parte do que estava na geladeira. Resultando em mais idas ao mercado, mais gastos financeiros e mais comida no lixo.


O impacto social também é brutal se considerarmos o grande número de pessoas que não têm acesso a alimentos de qualidade. Ao contrário de boa parte da Europa, por exemplo, os países latino-americanos, não possuem informações consistentes sobre os dados de desperdício de alimentos. Tornando impossível dimensionar o problema de forma atual.


Segundo o relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), publicado em 2019, uma pessoa, em média, descarta cerca de 120 quilos de alimentos por ano. Mas, como evitar esse fenômeno de ‘cegueira da geladeira’, no qual muitas vezes, de forma inconsciente, os consumidores não vêem ou ignoram a comida que tem no refrigerador? O que podemos fazer para parar de jogar tanta comida fora?


Confira dicas para aproveitar ao máximo os alimentos, evitar desperdícios e consequentemente economizar no orçamento doméstico:


Lugar certo

Primeiro, vamos falar sobre o que muita gente guarda dentro do refrigerador, mas que não precisa ficar lá. Isso pode fazer com que os itens estraguem mais rapidamente e ocupem espaço desnecessariamente. Segundo um artigo da Brastemp Brasil, itens como café, alho, bananas, pão, cebolas e mel devem ser guardados na despensa e não na geladeira.


Freezer

Se tiver comida que não vai comer rapidamente, transfira para o freezer. Isso vai liberar espaço na geladeira. Itens como carne, queijo, leite e ervas podem ficar meses no freezer. Antes, vale verificar o que está lá de tempos em tempos. Descarte o que estiver por um período muito longo guardado ou o que você já não sabe identificar, se isso acontece, não vale à pena correr o risco de comer algo estragado. Cuidado com os cubinhos de gelo: evite colocar alimentos que podem vazar ou contaminar seu conteúdo. Também, procure guardar carnes em porções menores. Dessa forma, você facilita o processo de descongelamento.


Porta

Ovos? Nem pensar! A parte com maior mudança de temperatura é a porta da geladeira, já que ela é aberta muitas vezes ao dia. Ovos e o leite exigem temperaturas mais frias, portanto, procure não armazená-los nesse local e sim mais ao fundo da geladeira. O ideal é guardar água, condimentos, molho para saldas e manteigas na porta, pois são itens que se mantêm frescos mesmo com variações mais bruscas de calor.


Parte superior

No compartimento extra frio, localizado na parte superior do refrigerador, é ideal que se conserve os frios, como queijos e iogurtes. Está parte da geladeira é especial, também, na hora de armazenar bebidas. Possibilitando que elas gelem mais rápidas. Outra dica especial para os frios e lácteos: o plástico filme usado para embalar este tipo de produto após a pesagem em supermercados é muito frágil e pode sofrer microfissuras quando abertos, deixando os alimentos expostos e susceptíveis a contaminação de bactérias e microorganismos. O recomendado é transferir este tipo de alimento para potes de plásticos ou de vidros com tampas e bem vedados.


Temperatura

Manter o refrigerador a uma temperatura adequada de aproximadamente 5°C é outro fator essencial para que os alimentos durem. De acordo com o Programa de Ação de Resíduos e Recursos, uma ONG britânica, as geladeiras geralmente funcionam 2°C mais quentes do que o recomendado.


Hortaliças

Segundo Mariana Ferri, nutricionista do programa “É de Casa” (Globo), o segredo é secar a hortaliça com papel toalha, pegar um pano de prato limpo e enrolá-la. Na sequência é só colocar a verdura dentro de uma sacola plástica, tirar todo o ar e armazenar na geladeira. Mas atenção, não coloque alface ou outros itens mais sensíveis na parte de trás da geladeira. Por ser mais fria, pode queimar seus vegetais.


Cenouras

Quem nunca esqueceu uma cenoura na geladeira e se deparou com ela murcha? Para que isso não aconteça novamente, é aconselhável retirar as folhagens, colocar as cenouras em sacos plásticos fechados ou enroladas em papel toalha e depois armazená-las na gaveta de legumes.


Frutas

Armazene frutas e legumes separadamente. Algumas frutas, como maçãs e peras emitem gás etileno, o que pode fazer com que os vegetais amadureçam mais rápido.


Ervas

Para não perder aquele maço de salsinha e cebolinha, por exemplo, basta picar e levar ao congelador. Outra ideia que também funciona é colocar em forminhas de gelo com um pouco de azeite antes de congelar.


Sopas

Ao se deparar com algum alimento passando do tempo, como mandioca, beterrabas, chuchu, entre outros, não pense duas vezes: prepare uma bela sopa. Assim, os alimentos são salvos de ir para o lixo e de quebra você ainda pode garantir uma porção de comida para consumo posterior, já que este tipo de iguaria pode ser ingerido imediatamente ou congelado.


Molhos de tomates caseiros

Outra dica para aproveitar ao máximo os alimentos é preparar um molho de tomate com frutos que estão maduros de mais, já moles e que não ficam tão bons em saladas por suas texturas. Após o cozimento e preparo do molho você pode consumir rapidamente ou dividir em porções individuais, esperar esfriar e levar ao freezer. Congelado este tipo de molho dura até seis meses.


Polpas ou compotas

Frutas delicadas como morango e cereja costumam passar do ponto num piscar de olhos, exatamente por isso, são ideais para se transformarem em polpas, compotas ou geléias. Seja criativo, pesquise receitas e fuja do óbvio. Dessa maneira você prolonga a vida dos alimentos e de quebra garante uma variedade alimentar maior. As polpas, por exemplo, podem ser congeladas e usadas posteriormente em sucos e vitaminas. Enquanto, as compotas e geléias se tornam ótimas opções para acompanhar bolos, panquecas e doces.

Nutricionista citada - @mariferridavila


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo